Sobre nós

Anjos do lar

ANJOS DO LAR nasceu a 6 de Maio de 2013, pela sua actual Directora Ana Ferreira. Desde a primeira hora houve um esforço e o desejo de satisfazer o utente promovendo um bom atendimento e executando tudo com o máximo rigor.

Serviço de Apoio Domiciliário (SAD), com fins lucrativos (Sociedade Unipessoal, Lda. – CAE 88101), com Licença de Funcionamento n.º 26/2018 de 17 de julho 2018, passada pela Segurança Social, tem como objectivo principal dar uma resposta humanizada às necessidades crescentes dos idosos/doentes, ou seja, dar prioridade ao bem-estar e conforto sem que os mesmos sejam retirados do contexto sócio afectivo propício à satisfação das suas necessidades básicas. De forma a atingir os objectivos propostos torna-se essencial criar um leque diversificado de serviços, os quais serão prestados de forma permanente, ou seja num período ininterrupto de 24 horas, incluindo sábados, domingos e feriados, tendo sempre como referência as necessidades dos destinatários. Este projecto é um sonho que acreditamos vivamente que depois de muitos anos se vai tornar realidade.

A nossa equipa

Diretora Técnica

Dra. Cláudia Sofia Mendes Gomes da Costa

Gerente

Ana Isabel Capelo Martins Ferreira

Secretária Administrativa

Cláudia Sofia Capelo Martins Almeida

Anjos do Lar

"A necessidade de olhar, cuidar dos doentes/idosos de maneira diferente perfeitamente humanizada, valorizar a sua existência e apagar os inúmeros preconceitos que a idade/doença acarretam, representa um dos nossos grandes desafios."


Direcção Técnica

À Directora Técnica compete, em geral, dirigir o SAD, assumindo a supervisão da programação de actividades, a avaliação dos serviços prestados e a supervisão de todo o pessoal. A Directora Técnica acumula as funções de Técnico Superior de Serviço Social.

Direitos dos Clientes

Ser tratado com respeito pela sua identidade pessoal e pela reserva da intimidade privada e familiar, bem como pelos seus usos e costumes; Usufruir dos serviços prestados e contratados para a cobertura das suas necessidades, tendo em vista manter ou melhorar a sua autonomia.

Deveres dos Clientes

Colaboradores da empresa e familiares envolvidos na intervenção diária, deverá a mesma ser objecto de um cumprimento de horários o mais rigoroso possível por parte de todos os intervenientes.

Deveres do Serviço

Garantir qualidade, eficiência e eficácia dos serviços prestados, através do recrutamento de profissionais com formação e qualificação adequadas; Avaliar o desempenho dos prestadores de serviços, através da auscultação dos clientes e/ou familiares; Garantir o sigilo dos dados constantes nos processos dos clientes.